Blog

O que é saúde mental e como mantê-la sã no ambiente de trabalho?

O que é saúde mental e como mantê-la sã no ambiente de trabalho?

A Saúde Mental é uma das principais preocupações que devemos ter sobre nós, ainda mais com a rotina exaustiva que podemos ter. Saiba mais sobre o que é saúde mental e como mantê-la sã.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), um ambiente de trabalho que não é agradável para o trabalhador é um dos principais causadores e potencializador de doenças físicas e mentais.

Sem falar que depressão e ansiedade têm um impacto gigante na sociedade, doenças mentais que mais atingem a população mundial.

São mais de 300 milhões de pessoas no mundo que sofrem com elas. Relatórios ainda apontam que elas serão uma das doenças mais incapacitantes até 2020.

Existem várias crenças limitantes que nos fazem ficar em lugares que não queremos e não nos sentimos bem.

O que é saúde mental?

De acordo com o Sistema Único de Saúde (SUS), a saúde mental é um estado de bem-estar do ser humano. Em que o indivíduo é capaz de usar de suas habilidades se recuperando do estresse do dia a dia e ser produtivo.

O equilíbrio emocional para lidar com problemas externos e internos, e as vivências,  também faz parte da saúde mental. A capacidade de lidar com tudo isso, a qualidade de vida cognitiva ou emocional das pessoas. Também conhecida como Sanidade Mental.

Lidar com as próprias emoções e problemas e também saber lidar com o outro, mantendo uma certa plenitude.

Quais características?

Vamos listar algumas das características que podem indicar uma boa saúde mental:

  • Atitudes positivas em relação a si próprio
  • Crescimento, desenvolvimento e auto-realização
  • Integração e resposta emocional
  • Autonomia e autodeterminação
  • Percepção apurada da realidade
  • Domínio ambiental e competência social;

E ao contrário da saúde/sanidade mental, temos a insanidade mental, que podem acrescentar algumas características de depressão, ansiedade, fobias e entre outros problemas, como alguns sintomas abaixo:

  • Sensação constante de nervosismo;
  • Tensão demasiada diante das tarefas diárias e desafios futuros;
  • Preocupar-se muito com pequenas situações do cotidiano;
  • Perda de interesse por atividades que antes eram prazerosas;
  • Distúrbios do sono
  • Dificuldade de concentração e raciocínio;
  • Sensação de fadiga e cansaço físico e mental persistente;
  • irritabilidade constante;
  • Sensação constante de que alguma coisa ruim irá acontecer a qualquer momento mesmo sem justificativa para tal;
  • Dificuldade extrema para relaxar e descansar a mente e o corpo;

Quem pode ser afetado?

Acreditamos muitas vezes que nunca podemos ser afetados com certas coisas, e que se acontecer, será apenas com os outros, de uma forma distante. Mas não, transtornos e doenças mentais podem acontecer com qualquer um, principalmente àqueles que possuem já históricos familiares, ou estão em constante pressão, dentro de qualquer tipo de trabalho.

Claro que os problemas acontecem em diferentes níveis e de forma diferente para cada caso, e podendo ter curas e melhorias conforme o tempo e com auxílio médico. E alguns fatores podem auxiliar no surgimentos destes transtornos.

Normalidades da vida:

  • entrada na escola;
  • a adolescência;
  • a menopausa;
  • o envelhecimento.

Acontecimentos e dificuldades:

  • a perda de familiar próximo;
  • o divórcio;
  • o desemprego;
  •  infelicidade na carreira;
  • a reforma e a pobreza podem ser causa de perturbações da saúde mental.
  • Fatores genéticos, infecciosos ou traumáticos podem também estar na origem de doenças mentais graves.

Principais transtornos e diferenças | Como entender e tratar transtornos mentais:

Há diversos problemas de saúde que podem nos afetar durante toda a vida, mas há alguns específicos e mais presentes na vida dos trabalhadores, e até mesmo, e principalmente, com estudantes. Os problemas mais frequentes são a ansiedade e a depressão, mas há doenças além destas duas principais.

Vamos saber quais são os transtornos mais frequentes:

Principais transtornos de sáude mental

Falsos conceitos sobre a doença mental

Muitas vezes, problemas com certas doenças mentais, não se aceitam e mais ainda, são incompreendidas pela sociedade e também pelas pessoas próximas de si. São excluídas e marginalizadas com algumas frases e justificativas. E devemos desmistificar tais preconceitos e falsas falas:

  • As doenças mentais são fruto da imaginação;
  • As doenças mentais não têm cura;
  • As pessoas com problemas mentais são pouco inteligentes, preguiçosas, imprevisíveis ou perigosas.

Tais frases podem fazer com que as pessoas se sintam ainda mais excluídas e também piorando seus quadros. O certo para auxiliar é o apoio e integração desta pessoa à grupos. Além do auxílio médico.

Como ajudar quem tem alguma doença mental?

Como abordamos pouco acima, é muito fácil piorar o quadro de uma pessoa com qualquer que seja o transtorno mental, mas também podemos, de forma mais fácil ainda, auxilia-la.

Aprender sobre as doenças podem ajudar a compreende-la e conseguir lidar com ela sem muitos preconceitos. Isto serve tanto para a pessoa que lida com os transtornos quanto para aqueles que estão ao seu lado.

Saber sobre a situação pode ajudar no tratamento da pessoa que está sofrendo com isto. O conhecimento e a dedicação farão com que o familiar, amigos e colegas se sintam mais à vontade para tomar decisões e enfrentar as dificuldades, inclusive pessoais.

Dicas para manter uma boa saúde mental

É importante estar se preocupando consigo mesmo, principalmente se alguém próximo a você sofre de alguma maneira com estes problemas descritos acima, portanto, veja algumas dicas para permanecer com uma boa saúde mental:

  • Não se isole;
  • Reforce os laços familiares e de amizade;
  • Possua seus passatempos;
  • Diversifique os seus interesses;
  • Procure ter seu momento de descanso e não pensar apenas em trabalho;
  • Mantenha-se intelectual e fisicamente ativo;
  • Cuide da sua alimentação, de forma saudável e nutritiva;
  • Consulte o seu médico, perante sinais ou sintomas de perturbação emocional.

Política Nacional de Saúde Mental

A Política Nacional de Saúde Mental é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério da Saúde, que compreende as estratégias e diretrizes adotadas pelo país para organizar a assistência às pessoas com necessidades de tratamento e cuidados específicos em saúde mental.

Abrange a atenção à pessoas com necessidades relacionadas a transtornos mentais como: depressão, ansiedade, esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo. E pessoas com quadro de uso nocivo e dependência de substâncias psicoativas, como álcool, cocaína, crack e outras drogas.

O acolhimento dessas pessoas e seus familiares é uma estratégia de atenção fundamental para a identificação das necessidades assistenciais, alívio do sofrimento e planejamento de intervenções medicamentosas e terapêuticas, se e quando necessárias, conforme cada caso.

Os indivíduos em situações de crise podem ser atendidos em qualquer serviço da Rede de Atenção Psicossocial, formada por várias unidades com finalidades distintas, de forma integral e gratuita, pela rede pública de saúde.

Além das ações assistenciais, o Ministério da Saúde também atua ativamente na prevenção de problemas relacionados a saúde mental e dependência química, implementando, por exemplo, iniciativas para prevenção do suicídio, por meio de convênio firmado com o Centro de Valorização da Vida (CVV), que permitiu a ligação gratuita em todo o país.


Fonte: https://ww2.soc.com.br/2019/07/saude-mental-manter-sa-ambiente-trabalho/

Compartilhe este post:

Postado Por: SOC

SOC